Em

Cultura

Conheça os dez maiores fracassos de 2013 nos cinemas

Confira os filmes com piores retornos de investimentos do ano, pelo site Omelete


Por Omelete / Érico Borgo

Estimar o fracasso ou o sucesso de um filme não é tão simples quanto parece. Em tempos em que o mercado de home vídeo é uma mera sombra do que já foi e o VOD (video on demand) ainda engatinha na preferência dos consumidores, os longas-metragens precisam encontrar seu público no cinema – especialmente os que não fazem dinheiro com produtos licenciados ou merchandising. A situação fica ainda mais complexa se considerarmos que os grandes filmes, cujas bilheterias são apenas 50% do estúdio (o valor do ingresso é dividido com as redes distribuidoras), chegam a investir valores equivalentes a até 100% (ou mais) de seu orçamento de produção em campanhas de marketing. Ou seja, para ser considerado um sucesso, um filme hoje precisa fazer nas telonas muito mais dinheiro do que custou.

Cena de Oldboy, filme com menor retorno de investimento
Cena de Oldboy, filme com menor retorno de investimento

Em termos de perdas em 2013, Jack – O Caçador de Gigantes (US$ -96,5 milhões), R.I.P.D – Agentes do Além (US$ -91,5 milhões) e O Cavaleiro Solitário (US$ -85 milhões) lideram com folga a lista dos fracassos, devido aos seus altíssimos custos de produção, que não encontraram retorno de público. Mas se os grandes estúdios ao menos podem arriscar mais – e têm os meios para tal – o mesmo não pode ser dito das produções menores, com três filmes de orçamento modesto para os padrões de Hollywood ficando com o topo do ranking se considerarmos uma relação do quanto renderam e seu custo. Oldboy – Dias de Vingança (2013), o “campeão”, retornou à sua produtora apenas 7% de seu custo de produção.

Conheça agora as dez produções que passaram longe de tal feito em 2013 nos cinemas - sem considerar os custos com marketing, que não são revelados pelos estúdios!

  1. O Ataque (White House Down)
    Custo de produção: US$ 150 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 73 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 132 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -47,5 milhões
    Recuperou 68% do orçamento
  2. Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos (The Mortal Instruments: City of Bones)
    Custo de produção: US$ 60 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 31 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 49 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -20 milhões
    Recuperou 66% do orçamento
  3. O Cavaleiro Solitário (The Lone Ranger)
    Custo de produção: US$ 215 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 89 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 171 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -85 milhões
    Recuperou 60% do orçamento
  4. A Hospedeira (The Host)
    Custo de produção: US$ 40 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 26 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 21 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -16,5 milhões
    Recuperou 58% do orçamento
  5. Jack – O Caçador de Gigantes
    Custo de produção: US$ 195 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 65 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 132 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -96,5 milhões
    Recuperou 51% do orçamento
  6. O Incrível Mágico Burt Wonderstone
    Custo de produção: US$ 30 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 22 milhões
    Bilheteria Internacional: sem registro
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -19 milhões
    Recuperou 37% do orçamento
  7. R.I.P.D. – Agentes do Além
    Custo de produção: US$ 130 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 33 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 44 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -91,5 milhões
    Recuperou 30% do orçamento
  8. Conexão Perigosa (Paranoia)
    Custo de produção: US$ 35 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 7 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 6 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -28,5 milhões
    Recuperou 18,5% do orçamento
  9. O Quinto Poder (The Fifth Estate)
    Custo de produção: US$ 28 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 3.2 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 5.3 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -23,75 milhões
    Recuperou 15% do orçamento
  10. Oldboy – Dias de Vingança (2013)
    Custo de produção: US$ 30 milhões
    Bilheteria nos EUA: US$ 2.1 milhões
    Bilheteria Internacional: US$ 1.9 milhões
    Resultado no cofre do estúdio: US$ -28 milhões
    Recuperou 7% do orçamento

Atualizado em 26 de dezembro às 00:12


Comentários