Em

Polícia

CDP de Candelária contará com guarda de PMs e agentes penitenciários


Por Pedro Felipe

CDP de Candelária estava fechado, mas voltou a receber presos.

A reabertura do Centro de Detenção Provisória de Candelária, na avenida Prudente de Morais, fez com que o Comando Geral da Polícia Militar designasse cerca de 10 policiais militares para a guarda. O trabalho será feito em parceria com os agentes penitenciários, responsáveis pela guarda interna da unidade.

Major Castelo Branco, coordenador da Administração Penitenciária.

A solicitação do reforço da PM foi feita pelo coordenador da Administração Penitenciária, major Castelo Branco, em virtude da preocupação com a segurança da unidade, que recebeu 85 presos nesta segunda-feira (18), e por o CDP está localizado em uma zona urbana.

O comandante geral da PM, coronel Araújo Silva, explicou que os policiais militares designados para o CDP de Candelária serão os mesmo que já estavam no Núcleo de Custódia da Cidade da Esperança.

“Com aquela unidade foi desativada, a Delegacia Geral da Polícia Civil me devolveu os policiais militares cedidos para lá. Então, automaticamente eu já os transferi para o CDP de Candelária”, explica o oficial. Os cerca de dez policiais militares farão escala e vão se revezar na guarda externa.

A unidade estava fechada desde o início do ano, após ter sido desativada. No entanto, diante da necessidade de abertura de vagas no sistema prisional, a Coordenadoria da Administração Penitenciária (Coape) teve que reativar o prédio, que passou por reforma durante esta semana. O CDP tem capacidade para aproximadamente 100 presos, de acordo com o major Castelo Branco. Eles ficarão divididos em cinco celas.

Atualizado em 18 de março às 09:33


Comentários